Você (ainda) tem um carro?

Postado originalmente por Edson Fabrício no blog VMO Siga o blog VMO no Twitter: @vivamelhor Arte: reprodução Fonte: Cetesb, Super Interessante e Cia de Metrô de São Paulo.

Assim como o cigarro tem sido combatido severamente pela sociedade desde os anos 50, o automóvel perde cada vez mais espaço no mundo, principalmente nas grandes metrópoles como São Paulo. O motivo? O carro é o novo cigarro.

Além de poluir, causar acidentes fatais e problemas de saúde, os automóveis superlotam as ruas e avenidas das grandes cidades, diminuindo drasticamente a capacidade de locomoção e produção das pessoas.

Numa era que o cigarro foi banido de todos os estabelecimentos comerciais e de lazer em São Paulo, os automóveis reinam nas ruas, fumegando e poluindo o ar da metrópole. Só na capital paulista, os automóveis são responsáveis por97% do monóxido de carbono emitido na cidade.

Em 2008, 4.748 pessoas foram vítimas de acidentes fatais no trânsito de São Paulo ou padeceram de algum tipo de doença respiratória ou cardiovascular, decorrente da fumaça dos escapamentos dos veículos em São Paulo.

Existem muitas alternativas para se locomover nas grandes cidades, ser ecológico e prevenir a saúde. Confira algumas:

• Metrô: Além de ser rápido, barato e prático, novas linhas estão sendo construídas e as antigas faixas estão sendo estendidas com novas estações por toda São Paulo.

• Carona: Dê carona aos seus amigos e colegas de trabalho ou alterne com os que possuem veículo e moram perto de você. Deixar o carro na garagem, mesmo que em dias alternados, colabora para um transito mais fluído e corta pela metade a emissão do indesejado monóxido de carbono do seu carro.

• Transporte Público: Sabemos que em muitos casos não é uma opção muito confortável, mas pense bem, em certos trajetos e ocasiões o carro pode muito bem ficar em casa e você chegar ao seu destino de Ônibus ou Trem Urbano sem grandes complicações. O planeta terra agradece.

• Táxis: Em cidades como Nova Iorque ou Londres eles são a primeira opção das pessoas para o transporte rápido. No Brasil o custo ainda é alto, principalmente com o trânsito das grandes cidades, mas não deixa de ser uma possibilidade sócio-responsável com o meio ambiente. Lembre-se: num táxi cabem até 4 pessoas.

• Bicicletas: as magrelas são sustentáveisrápidaseconômicas. Só em São Paulo, são 300 mil viagens diárias de bicicleta, o dobro de 19 anos atrás segundo a pesquisa Origem e Destinodo Metrô. No mundo todo, o hype em torno da bicicleta só cresce. Em Paris, o sistema Vélib, oferece mais de 20 mil bikes em suas várias estações, 24 horas por dia, 7 dias por semana. O sucesso é tamanho que o programa, iniciado em 2007, gerou similares em Berlim e Montreal.

• Andar a pé: Uma idéia para melhorar a vida de quem anda a pé é focar as pessoas com dificuldade de locomoção. Se elas puderem realizar um trajeto, todo mundo é capaz. A Avenida paulista é um exemplo nesse sentido, a via para pedestres foi toda reformada, deixando as calçadas mais acessíveis e sinalizadas. Em 6 meses, a iniciativa elevou o fluxo de pessoas em 15%! São mais de 1,2 milhões de pessoas que transitam todos os dias pelas calçadas da famosa avenida paulista.

Anúncios

Um comentário em “Você (ainda) tem um carro?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s